Plataforma de visualização de dados de preços ao setor público no Estado da Paraíba

A plataforma painéis de preços permite visões dinâmicas de dados de preços registrados em várias aquisições do setor público:

Notas Fiscais Eletrônicas

Receita Estadual - PB

Explore nossos dados

Evolução e diferenças de preços

Visualize os dados em diferentes perspectivas e informações sobre a tendência central e dispersão de preços de itens de alimentação e transporte por ano, mês, produto, região, fornecedor e comprador.
Pesquise preços segundo produto, código de barra, fornecedor e comprador.

Análises de risco de sobrepeço

Analise informações específicas de casos em que os preços de aquisições foi superior ao limiar de preço máximo por período e mesorregião.

Veja nosso vídeo de apresentação


Destaques desta versão

Dados das Notas Fiscais Eletrônicas atualizados até mar/2019

Monitoramento de preços ao setor público

Aquisições do setor público - combustíveis e cesta básica de alimentos



Pesquisar preços

Aquisições do setor público - combustíveis e cesta básica de alimentos

Despesas com risco de sobrepreço

Aquisições do setor público com combustíveis e cesta básica de alimentos



Monitoramento e Avaliação dos Recursos Orçamentários da Gestão Pública no Estado da Paraíba

Esta plataforma é fruto de pesquisas sobre os preços das compras realizadas pela as administrações municipais e estaduais de produtos alimentícios (atrelados a merenda escolar) e de combustíveis no Estado da Paraíba. Com base nesse estudo, foi possível identificar aquisição com valores acima do preço em vigor no mercado de compras públicas, bem como prover um acompanhamento mensal da tendência de preços dos produtos selecionados.

Por que monitorar preços de produtos fornecidos ao setor público?

Considerando a importância de alocações eficientes de recursos, é fundamental o acompanhamento dos preços dos diferentes produtos no mercado de compras públicas no estado da Paraíba. A plataforma painéis de preços reúne informações sobre preços de produtos de uma cesta básica de itens alimentícios e de combustíveis, propiciando um melhor controle dos recursos públicos. Nesta fase inicial do projeto foram avaliados os seguintes itens: i) Combustíveis - Diesel, Gasolina e Etanol; ii) Alimentação - Açúcar, Ovo, Carne, Arroz, Banana, Tomate, Leite, Queijo, Pão, Óleo, Batata, Café, Feijão, Margarina, Frango, Farinha e Manteiga.

Como estimamos risco de sobrepreços?

O indicador de risco de sobrepreço foi estimado considerando informações restritas aos casos em que os preços de aquisições ficou acima do do limite superior de preço específico do produto para o período (mês e ano) e região. Esse limiar superior, denotado como nível máximo de preço, foi estipulado pelo limite máximo (LS) do box plot da distribuição de preços específica por ano, mês, produto e mesorregião, ou seja, LS = Q3 - 1,5 x (Q3-Q1) com Q3=valor do terceiro quartil da distribuição e Q1=valor do primeiro quartil da distribuição específica de preços.

Quais bases de dados utilizamos?

Usamos dados oficíais das seguintes fontes:
  • Notas fiscais eletrônicas , Receita Estadual da Paraíba

Os dados são processados e analisados a partir de modelos estatísticos de apredizagem de máquina, usando regras de clusterização de produtos combinados com algoritmos de text mining, a exemplo do fuzzy matching. Com base nessa modelagem foi possível classificar produtos por grupos de despesa, natureza do produto, especificação e preço a partir de cada item de compra registrado em notas fiscais eletrônicas. Ele minera milhões de descrições de produtos por meio de termos-chave de classificação e validação relacionados aos diferentes tipos de despesas com combustíveis e alimentos. Dessa forma, o PriceMiner ajuda o TCE-PB na estimativa de preços regionais de produtos e, assim, identifica aquisições com potencial sobrepreço.

Como desenvolvemos a plataforma?

A plataforma de visões dinâmicas é baseada em linguagem de estatística computacional R e desenvolvida a partir de um projeto de Business Intelligence em código-aberto mantido por pesquisadores.

Fruto de pesquisas científicas incentivadas pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), e por intermédio da Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba (FUNETEC), a plataforma foi elaborada por pesquisadores do Departamento de Economia da Universidade Federal da Paraíba, integrantes do Laboratório de Economia e Modelagem Aplicada (LEMA/UFPB).